top of page

Manzoni critica postura de parlamentares do PT e cita casos de corrupção e inconsistências

Durante a sessão ordinária desta quarta-feira (10), na Câmara Legislativa, o Deputado Thiago Manzoni falou sobre a postura de membros do Partido dos Trabalhadores (PT) em relação a casos de corrupção e moralidade. Manzoni destacou a hipocrisia em defender certos indivíduos enquanto atacam outros baseados em conveniências.

Manzoni Critica Postura de Parlamentares do PT e Cita Casos de Corrupção e Inconsistências
Foto: Jeremias Alves

Manzoni iniciou seu discurso reprovando um parlamentar do PT que chamou outro político de "assassino" e "mandante" de crimes, criticando a falta de consistência do PT, que antes defendia a insuficiência de delações premiadas como prova durante as acusações contra Luiz Inácio.


“Quando Lula era alvo, a delação premiada não era suficiente para provar nada, e precisava vir acompanhada de provas. Então, a hipocrisia incomoda, porque o que vale para um não vale para o outro”, afirmou Manzoni.

O deputado também ressaltou os grandes escândalos de corrupção envolvendo o PT, mencionando os casos emblemáticos do Mensalão e Petrolão.


“Tem bandidos de estimação quando tiveram coragem de fazer campanha pro Lula. O cara foi condenado em três instâncias, e aí depois ele foi descondenado por um erro de CEP no julgamento. Aí esse povo vem dizer que os outros têm bandidos de estimação, não dá! É muita hipocrisia!”, disse o deputado.

Além disso, Thiago Manzoni criticou o silêncio e a incoerência do PT frente às acusações de violência doméstica envolvendo o filho de Lula, especialmente durante o mês dedicado à mulher.


“Aí o filho do Lula é acusado de bater na ex-companheira: silêncio absoluto, ninguém abre a boca, ninguém fala. Não dá! Você tem que manter uma posição. Ou você acredita no que você está falando, ou é melhor você não falar”, destacou o deputado.



コメント


bottom of page