top of page

"Demos o primeiro passo", diz Manzoni sobre resolver ocupação no DF por pessoas em situação de rua

Deputado dá primeiro passo para cumprir seu compromisso de campanha de encontrar solução para a ocupação irregular de espaços públicos de Brasília pela população em situação de rua


Foto: Jeremias Alves

O Deputado Distrital Thiago Manzoni participou de audiência pública nessa segunda (10) para tratar da ocupação irregular de espaços públicos em Brasília pela população em situação vulnerável. O evento foi promovido por Manzoni e pelos Deputados Eduardo Pedrosa (União Brasil) e Paula Belmonte (Cidadania).


Achar uma solução para a ocupação crescente de espaços públicos no Plano Piloto pela população de rua foi um dos compromissos de campanha de Thiago Manzoni em 2022. O tema é prioridade para o parlamentar pois tem tudo a ver com segurança e liberdades individuais.


Durante seu discurso, Manzoni enfatizou a importância de restaurar o vínculo familiar e de gerar emprego para que essas pessoas tenham oportunidades melhores de vida.





"Enquanto nós estivermos entregando as nossas famílias e olhando para quem gera emprego e renda como se fosse vilão, nós não resolveremos os problemas da nossa sociedade", disse o Deputado.

Dados da Companhia de Planejamento do DF (Codeplan) apontam que existem aproximadamente 3 mil pessoas em situação de rua no DF. Para Manzoni, o problema é complexo e não tem uma solução simples. No entanto, o Deputado acredita que a quebra do vínculo familiar é um dos primeiros motivos que agrava a situação social do DF.


"Enquanto nós, como sociedade, aceitarmos que as nossas famílias sejam destruídas, nós estamos fadados ao fracasso", disse Manzoni.

Além disso, Manzoni destacou que o trabalho traz dignidade aos cidadãos e, por isso, é preciso respeitar os empreendedores, que geram emprego e renda e contribuem para que a situação social melhore.


"A nossa sociedade criminaliza quem gera emprego e renda e acha que o empreendedor é vilão. Isso é mentira. Sem empresário, não tem renda, não tem emprego, não tem dignidade para as pessoas", enfatizou.

A senadora Damares Alves também participou da audiência e, em seu discurso, afirmou que a questão da população em situação de rua é preocupante em todo o Brasil. Ela enfatizou a importância de preservar as crianças.





"Eu trago a essa mesa o meu desespero com as crianças que estão em situação de rua. [...] Neste momento, a gente precisa dar respostas bem rápidas. As pessoas gritam por socorro. Eu manifesto aqui o meu empenho, o meu desejo de estar com os senhores. Esse tema não pode nos dividir, ele tem que nos unir. Ele tem que estar acima das nossas diferenças políticas, ideológicas, partidárias e religiosas", enfatizou a senadora.


O Tenente Coronel Palhares representou o Subcomando da Polícia Militar do DF na audiência e falou sobre as tentativas da PM de conversar com moradores do Plano Piloto e com pessoas em situação de rua para resolver a questão.




Segundo ele, os índices de criminalidade na região central de Brasília são baixos, mas muitos crimes que ainda acontecem se dão exatamente entre a população em situação de rua, por disputas de território ou por drogas.


"Em 2021, nós tivemos 4 homicídios na Asa Sul. Em 2022, foram 2 homicídios. Esses crimes não são comuns na área do Plano Piloto. E quando nós fomos observar a ocorrência desses crimes, fomos mapear e identificamos que eles estavam acontecendo entre pessoas em situação de rua", disse o policial.

O policial destacou que se compadece com a situação de quem não tem onde morar, mas também se compadece dos moradores que convivem diariamente com a falta de segurança que esses crimes geram.


Palhares sugeriu a construção de abrigos provisórios que possam dar acolhimento e dignidade às pessoas em situação de rua, mas enfatizou que é preciso agir rápido.


"Nós não podemos permitir que Brasília, a nossa capital, vire uma cracolândia", alertou Palhares.

Também participaram do evento o Administrador do Plano Piloto, Valdemar Medeiros, policiais militares e representantes da sociedade, do GDF e do Ministério Público do DF.


Veja o discurso completo do Deputado Thiago Manzoni:




Comments


bottom of page