top of page
  • Ananda Moura

“Quem mandou matar Marielle não foi Bolsonaro, como todo cidadão de bem sabia”, disse Manzoni

Na sessão ordinária da Câmara Legislativa nesta terça-feira (26), o Deputado Thiago Manzoni fez um discurso falando sobre uma das acusações infundadas que a família Bolsonaro sofreu. O Deputado falou da perseguição injusta que o Presidente Jair Bolsonaro tem enfrentado nos últimos seis anos.


“Quem mandou matar Marielle não foi Bolsonaro, como todo cidadão de bem sabia”, disse Manzoni
Foto: Jeremias Alves

Manzoni iniciou a sua fala relembrando o trágico assassinato da vereadora Marielle Franco e de seu motorista Anderson Gomes, ocorrido seis anos atrás. Ele lamentou o episódio e destacou que, após o crime, parte da mídia e políticos acusaram Bolsonaro.

“A perseguição que se faz com Bolsonaro nos últimos seis anos é uma covardia. É assassinato de reputação acusar alguém de assassinato sem que essa pessoa possa se defender porque não tem acesso aos autos não consta dos autos não foi indiciado é covarde. Muitas figuras transformaram esse assassinato terrível da vereadora num palanque político partidário de maneira vergonhosa”.

Manzoni revelou que uma dessas pessoas que acusaram Bolsonaro hoje ocupa o cargo mais importante do Brasil: é presidente da República, e reproduziu no microfone da tribuna um áudio do presidente Luiz Inácio sobre o caso:


“Não é possível que um país do tamanho do Brasil tenha o desprazer de ter no governo um miliciano responsável direto pela violência contra o povo pobre, responsáveis pela morte da Marielle e responsável pelo impeachment da Dilma”, trecho da fala do atual presidente da República.

Apesar de a verdade vir à tona, os culpados das acusações não se retrataram, conforme destacado pelo Deputado, o que demonstra a perseguição imoral e injusta que Bolsonaro e sua família enfrentam. Ele afirmou que, mesmo diante disso, o apoio ao presidente Bolsonaro é crescente em todo o país.


“A população brasileira se une cada vez mais a Bolsonaro de Norte a Sul do Brasil. Aonde o Bolsonaro aparece a população parece que brota do chão para cercar, para pedir foto, para abraçar e declarar apoio”, contou o Deputado Manzoni.


Comentários


bottom of page