top of page

Manzoni critica governo federal e defende empresários e mulheres

Na sessão ordinária desta terça-feira (16) na Câmara Legislativa, o Deputado Thiago Manzoni criticou o governo federal, especialmente por suas políticas econômicas e de segurança pública. Manzoni destacou a crise econômica provocada pelo atual governo federal, a criminalização dos empresários e o feminicídio.

Contrariando onda de "bandidolatria", Manzoni defende os empresários, as mulheres e as famílias
Foto: Jeremias Alves

O parlamentar citou as decisões desastrosas do atual governo e comparou o Brasil a um "Titanic desgovernado". Segundo Manzoni, as decisões econômicas atuais poderão levar o país à falência, com um déficit que pode atingir 80% do PIB.


"O nome do iceberg é Lula, vai afundar. É conta de mais e menos. As crianças ali na terceira ou quarta série, no quarto ano, quinto ano, já sabem fazer essa conta", ilustrou Thiago Manzoni.

Em defesa dos empresários, o parlamentar reprovou a visão de que empresários são criminosos por natureza. Ele argumentou que os empreendedores são fundamentais para a economia, pois eles geram emprego e sustentam economicamente o Brasil.


"Num país que tem burocracia absurda, que tem uma tributação que parece um manicômio, a pessoa tem coragem de empreender para gerar emprego e riqueza e ser tratado como se fosse bandido? Não dá para admitir. E é isso que o PT faz!", pontuou Manzoni.

O deputado também falou de violência contra as mulheres, citando três tentativas de feminicídio no Distrito Federal ocorridas no último fim de semana. Ele criticou o governo federal por manter as "saidinhas", que, em sua visão, apenas reintroduzem criminosos violentos na sociedade, e frisou a necessidade de uma revisão cultural e de políticas públicas que realmente protejam as vítimas, e não os criminosos.


"O encarceramento desse bandido, que já tinha sido preso nove vezes, resolveria o problema da mulher que levou a facada no peito. O atual governo federal quer manter as saidinhas para que o preso possa visitar as famílias. Eu quero dizer para a população do Distrito Federal: eu defendo as famílias das vítimas", disse Manzoni.


Comments


bottom of page