top of page
  • Ananda Moura

Delegada pela Confenapais expõe os perigos contidos no documento base da Conae

Na última segunda-feira (18), durante uma audiência pública na Câmara Legislativa para discutir os resultados da Conae, a Doutora Adriana Marra fez um alerta sobre os perigos que o documento representa para a educação brasileira. Convidada pelo Deputado Thiago Manzoni, a Doutora Adriana compartilhou o seu conhecimento sobre a Conferência, da qual ela participou em um dos eixos.

Delegada pela Confenapais expõe os perigos contidos no documento base da Conae
Foto: Jeremias Alves

Adriana Marra falou sobre a previsão no Plano Nacional de Educação da criação de milhares de conselhos, que teriam o poder de fiscalizar escola por escola, comprometendo a autonomia dos estados, municípios e diretores escolares na definição das diretrizes educacionais.


"Quando eles implementarem esses conselhos de educação, bairro a bairro, terão conselheiros de educação que vão fiscalizar escola por escola e por este meio vão aplicar as sanções previstas no projeto do senador Flávio Arns, que pede responsabilização cível, criminal e administrativa no sentido de não receberem mais verbas da União", exemplificou.

Delegada pela Confenapais expõe os perigos contidos no documento base da Conae
Fala da Doutora Adriana Marra

Outra forma de controle social abordada pela Dra. Marra foi a exclusão da diversidade nas escolas, pois pretendem acabar com escolas cívico-militares, confessionais e o homeschooling. Ela também destacou que há previsão de que a educação seja obrigatória a partir de 0 anos de idade, o que, segundo ela, significa que o Estado vai afastar cada vez mais os filhos de suas famílias.


"Pretendem acabar com as escolas cívico-militares, com as escolas confessionais, com homeschooling. Como o poder familiar das famílias será aplicado se a gente só vai ter uma forma de educação que vai ser desenhada por essa comissão, nós não teremos opção. E vai caminhar para a exclusão das escolas privadas. Eu ouvi isso! Não foi ninguém que me contou. Eu ouvi e tenho esse áudio gravado".

Além disso, a Dra. Marra ressaltou a necessidade de resistência contra o projeto de poder que está por trás da Conae. Ela citou um artigo canadense de 1959 do jornalista comunista Gregory Clark que já discutia a estratégia de enfraquecer a disciplina e a autoridade dos pais sobre as crianças para criar uma geração de adultos facilmente manipuláveis.


"Bestializar e tornar os nossos filhos 'idiotas úteis' é eficiente para a implementação do que eles pretendem fazer. E esse Sistema Nacional de Educação, nada mais é do que isso: transformar os nossos filhos em massa de manobra", concluiu.

Por fim, a Dra. Marra anunciou a disponibilidade de um documento sintetizando os pontos críticos da Conae, que será distribuído no Congresso Nacional, e incentivou a participação em uma enquete online para avaliar a opinião da população sobre o futuro da educação no país.



Comments


bottom of page