top of page

Manzoni defende liberdade de expressão e aborda caso de Pablo Marçal

Na sessão ordinária da Câmara Legislativa nesta quarta-feira (08), o Deputado Thiago Manzoni chamou atenção para denúncias de violações de direitos humanos no Brasil apresentadas ao Congresso dos Estados Unidos. Durante seu discurso, ele criticou a Rede Globo por acusar o empresário Pablo Marçal de disseminar fake news, mesmo havendo provas que confirmam a versão do empresário.

Manzoni defende liberdade de expressão e aborda caso de Pablo Marçal
Foto: Jeremias Alves

Manzoni iniciou a sua fala relembrando o evento em que parlamentares brasileiros apresentaram ao Congresso Americano alegações de ilegalidades e inconstitucionalidades ocorrendo no Brasil. Ele apontou a falta de cobertura do tema na mídia tradicional.


"Não há 30 segundos destinados a isso nos principais veículos de comunicação. Acontece que hoje quase todo o cidadão brasileiro tem acesso ao celular. As palavras daqueles deputados e a verdade que eles estão falando nos Estados Unidos são de conhecimento de toda a população brasileira", destacou Manzoni.

O Deputado ressaltou como a capacidade de compartilhar e receber informações livremente é vital para a democracia, especialmente quando informações críticas são ocultadas ou distorcidas. Manzoni disse que a liberdade que o brasileiro tem nas redes sociais não pode acabar e mencionou o caso recente envolvendo o empresário Pablo Marçal.


"Ontem, uma jornalista da Globo News acusou Pablo Marçal de cometer fake news. E aí, em tempo real, essa rede de televisão foi desmentida por isso aqui, ó (disse, mostrando seu celular). Houve comprovação de que efetivamente os comboios com donativos estavam sendo parados no Rio Grande do Sul, e estavam pedindo as notas fiscais das doações", exemplificou Manzoni.





Comments


bottom of page