top of page

Jovens do Sol Nascente têm acesso a e-sports com emenda do Deputado Thiago Manzoni

Profissões de programador, gamer ou filmmaker são ensinadas aos alunos


O Brasil é o terceiro país que mais consome jogos no mundo, atrás apenas da China e dos EUA. Este é um mercado em plena expansão, e proporcionar essa inclusão aos jovens do Sol Nascente é gratificante. Neste sábado (27), acontece um campeonato promovido pelo projeto "Inclusão E-Sports" para os seus alunos.

Inclusão digital no Sol Nascente com emenda do Deputado Manzoni
Foto: Divulgação/Secti

Quando o Deputado Thiago Manzoni conheceu a proposta do "Inclusão E-Sports", considerou imprescindível investir no futuro dos jovens e destinou R$ 400 mil em emenda parlamentar. Esta etapa do projeto terá a duração de três meses e capacitará 280 jovens.


O projeto "Inclusão E-Sports" foi idealizado para proporcionar inclusão social e digital, além de oferecer oportunidades aos jovens de comunidades da periferia, que geralmente não teriam acesso a essa tecnologia.


"No Sol Nascente, 99% da criançada e dos adolescentes nunca teriam acesso a essa tecnologia. Então, esse projeto foi feito para mudar a vida deles", afirmou o professor e programador Phelipe Moreira.

Inclusão digital para jovens do Sol Nascente
Equipe do Deputado Thiago Manzoni e do "Inclusão E-Sports"

Através do metaverso, os alunos conseguem ter uma noção de como é determinada profissão, por exemplo. Um dos ambientes desenvolvidos nesta edição simula o trabalho de um policial, mostrando inclusive a relevância desse profissional dentro da comunidade do Sol Nascente. No entanto, é possível simular outras profissões ou atividades dentro da sociedade, nas quais os jovens podem se inserir futuramente.


"Hoje (27) teremos um campeonato aqui com cerca de 60 competidores que, de acordo com a proposta do projeto, vão simular a atividade policial no DF", disse o professor Phelipe.

Inclusão E-Sports
Umas das cinco salas do projeto

A realização desta edição é resultado de uma parceria com o Instituto Brasil Respeito Humano; a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação; com recursos de emenda parlamentar do Deputado Thiago Manzoni. Para Nelson Monteiro, presidente do Instituto, alguns jovens podem se tornar atletas de e-sports, pois ele vê que muitos alunos têm capacidade.


"Com a parceria do Deputado Manzoni, apresentamos a proposta para a Secretaria de Ciência e Tecnologia, que abraçou o projeto. As famílias acreditam nessa possibilidade de os filhos se tornarem profissionais da área, inclusive para gerar renda para a família", compartilhou Monteiro.

O projeto "Inclusão E-Sports" é tão atrativo para a garotada que recebeu mais de 15 mil inscrições em todo o DF e, de acordo com Wilker Dias, idealizador do projeto, existe a possibilidade de expansão para outras Regiões Administrativas.


"A ideia foi tornar acessível para comunidades ao redor do Distrito Federal. Então, é colocar estruturas como esta de computador, videogame, celular, cadeira, internet, acompanhamento com psicólogo, fisioterapeuta e toda a indústria que temos hoje desse projeto para tornar esse esporte acessível a todos", detalhou Dias.

Comentarios


bottom of page