top of page

Senadora Damares Alves encerra mês da mulher no Podcast “A Direita em Todas as Direções” #006

Proteção das crianças, Governo Lula e o futuro do conservadorismo foram temas do debate


Para encerrar o mês das mulheres com chave de ouro, a última entrevistada do podcast “A Direita em Todas as Direções”, apresentado pelo Deputado Distrital Thiago Manzoni (PL-DF), foi a Senadora Damares Alves (Republicanos- DF). Após receber as entrevistadas de honra: a Deputada Federal Bia Kicis; a Deputada Distrital Paula Belmonte; a Governadora em exercício à época, Celina Leão; a Senadora e ex-ministra Damares Alves, encerrou o ciclo de homenagens às mulheres, em um episódio repleto de emoção, revelações e prospecções para o futuro.

Foto: Jeremias Alves

Manzoni iniciou a entrevista perguntando sobre a história do “Pé de Goiaba”, que foi um lugar de refúgio para Damares, à época, uma criança de seis anos, que foi violentamente abusada. Assim como muitas crianças no Brasil, Damares sofreu abusos calada, pois era ameaçada caso contasse aos pais. Já adulta, uma gravação com um trecho de uma pregação de Damares com um testemunho de alerta aos pais, no qual ela contou um pouco sobre o “Pé de Goiaba” e alertou sobre os cuidados na prevenção do abuso infantil, foi transformado em chacota pela imprensa e alguns populares, que tem ódio declarado aos valores da vida e da família, que a senadora tanto defende.


“Eu fiz da minha dor a minha luta. Foi tudo muito automático. Quando eu vou para a sala de aula aos 11 anos e já começo a liderar movimentos em defesa da infância. Eu protestei, eu fui para as ruas também, e depois eu fui trabalhar. Eu estive em movimentos sociais diversos, eu trabalhei com mulheres camponesas, eu trabalhei com pescadores e as coisas foram acontecendo”.


E essa menina (Damares) foi curada por Jesus, se transformou em pastora, fez pedagogia, direito e várias especializações. Ao longo da história, Damares ingressou na política, trabalhava nos bastidores no Congresso Nacional, depois torna- se ministra e hoje, senadora. “Aos 45 do segundo tempo, entra numa corrida eleitoral no Distrito Federal para ser senadora. Mesmo parecendo improvável, ela vence de maneira avassaladora, com quase 50% dos votos. A que você credita essa vitória?”, perguntou Thiago Manzoni.


“Que o Brasil é conservador. Eu não sou nenhum fenômeno. Não sou eu. É que eu falo com muito amor das pautas e eu provei que a pauta das crianças não era da esquerda, essa é uma pauta conservadora. Eu descobri que o Brasil era conservador e tudo que eles queriam era alguém que defendesse aquelas pautas”, respondeu Damares.  


Thiago Manzoni  indagou ainda, se nesse Brasil conservador, se a senadora via o surgimento de uma geração de jovens que abraçassem a pauta conservadora. “Tem futuro para essa direita conservadora no Brasil? ”


“Claro que tem, claro que tem. Nós estamos mais fortes que nunca. Atenção esquerda, em três anos a gente volta para o poder, sem tomar o poder. Antes, nós conservadores estávamos dentro de casa, cuidando da família. De repente, vem Bolsonaro e fala: ‘vocês, pais de família, jovens e pastores, venham para esse processo político’. Daí a direita começa a se organizar, então o Bolsonaro teve esse papel e grandes líderes surgiram, tanto que eu estou aqui”, explicou Damares.


Damares exemplificou, também, a força e integridade da liderança que a direita conservadora está levantando no Brasil. "Os ministros de Bolsonaro, eles se tornaram senadores, deputados, governadores. Já os ministros do outro governo foram presos. Essa é a diferença entre nós e a esquerda. Do outro governo, se tornaram presidiários. Os do governo Bolsonaro viraram grandes líderes”, pontuou a senadora.


O episódio #006 vai ao ar nesta sexta-feira (31/03), às 20h, no canal do YouTube do Deputado Thiago Manzoni. Assista e inscreva-se no canal: encr.pw/podcastsenadoraDamaresAlves

Comentários


bottom of page